Número total de visualizações de página

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

A Liga dos energúmenos

Bandos de energúmenos malfeitores energumenaram-se ontem uns contra os outros no Estádio do Guimarães. Causaram danos em si próprios, que todos temos que pagar no SNS, e danificaram instalações e património.
Segundo o eminente Presidente da Liga de Futebol, a culpa é do Governo e de Miguel Relvas, que só frequenta camarotes VIP e deve passar a pasta a outro. 
A banditagem, essa pode continuar. Quanto a Relvas, tanto o martirizam, que ainda acaba por ser beatificado.  

6 comentários:

rui f. disse...

Viva António!

Provadamente, o futebol não é uma escola de virtudes, se o termo ainda existe.

Se me coubesse a mim decidir na matéria, os energúmenos, depois de pensados, iriam passar um mês na gaiola. Dois, em caso de reincidência, e por aí fora sempre a dobrar. E estadia por conta dos hóspedes.

Suzana Toscano disse...

Também ouvi, custa a acreditar realmente, uma ladaínha de queixas e atira culpas para não ter que dizer o que devia ser dito e mais nada.

Luis Moreira disse...

O Relvas ainda vai ter culpa dos golos que se falham

luis cirilo disse...

Meu caro Pinho Cardão não acredite em tudo que as televisões lhe mostram! Eu estava lá e vi o que se passou. O Vitória errou ao não requisitar policiamento e vai ser punido por isso como é óbvio.
Mas a verdade é que os adeptos do braga mal entraram na bancada desataram a atirar tochas para a bancada dos adeptos do Vitória( e todos nos lembramos do que aconteceu no Jamor)bem como cadeiras e outros objectos. Face á impotência dos stewards para os deterem os vitorianos tiveram de se defender. Essa é a verdade dos factos meu amigo

Pinho Cardão disse...

Caro Luís Cirilo:

Claro que acredito no meu amigo. Mas energúmenos por lá houve. E eles são anteriores ao Relvas e, lamentavelmente, tenderão a persistir depois do Relvas.
Enquanto sobre eles não se aplicar a lei. Sem contemplações.

Caro Rui F.:
A violência em causa pouco ou nada tem a ver com futebol.
Os estádios tornaram-se o local das pauladas nas feiras e romarias de antanho.
Mas estou de ascordo que, sem punição exemplar, o fenómeno só tenderá a aumentar.


Freire de Andrade disse...

Sobre este assunto, escrevi no meu blog (seraqueosanjostemsexo.blogspot.pt):

«Eu já sabia que o Relvas tem culpa de tudo o que de mau acontece no País. Mesmo assim estranhei que esta regra se aplique também ao futebol, desporto que nem sei se Relvas joga. Mas os distúrbios que ocorreram hoje no início do jogo Guimarães-Braga foram evidentemente culpa do Relvas. E porquê? Porque, ao que parece, ao abrigo de nova legislação, o Estado deixou de pagar o policiamento nos jogos e, consequentemente, se os clubes querem a presença da polícia para manter a ordem, terão de pagar eles. Ora, segundo um responsável de um clube (presumo que do Guimarães), "Os clubes não têm dinheiro para pagar o policiamento dos jogos" e, se não têm dinheiro, não há polícia e os distúrbios são inevitáveis (mesmo que ocorram em Guimarães - Capital Europeia do Desporto; felizmente que não foi escolhida para Capital Europeia do Desportivismo, e talvez a luta livre que a TV transmitiu seja um desporto digno de uma capital). Segundo Miguel Macedo explicou, esta norma só se aplica aos jogos juvenis e infantis, por se ter admitido, pelos vistos erradamente, que nestes a probabilidade de pancadaria é menor. Como se prova pelo que ficou dito, a culpa é do Relvas, não sei bem porquê, mas é mesmo do Relvas, que merece mais uma serenata ao som do Grândola Vila Morena. Suponho que não perde pela demora.

Acontece que eu, como contribuinte, não estou disposto a pagar o policiamento de jogos de futebol. Por isso a culpa dos distúrbios também poderá ser minha, mas nem me importo que venham cantar à minha porta o Grândola Vila Morena desde que não desafinem tanto como têm feito até agora.»