Número total de visualizações de página

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Novas oportunidades!



6 comentários:

Bartolomeu disse...

Concerteza que os cu's rriculos enviados, vão acompanhados de foto... tipo... passe; tiradas de vários ângulos.
Ha dias li em algum sitio que o Vaticano se achava de "pernas para o ar". Fiquei surpreendido, confesso, pensava que estaria de joelhos.
Como?
Não!
Em acto de oração...

jotaC disse...

Novas oportunidades!? O meu caro amigo, Dº Pinho Cardão, está muito irónico! Há um currículo que devia ser enviado para lá, o de um ministro que, dizem por aí, o tempo mais longo que passou numa univerdade foi 5 minutos no ISCTE enquanto ouvia a grandola vila morena ;)

Mas no seguimento da sua ironia, ofereço-lhe também o meu pensamento do dia:

Eu, Vitor Gaspar... e “O Direito de Pernada”.

Bem sei que só uma ínfima parte dos portugueses aprecia ópera. Porventura a explicação está no facto de nunca termos tido bons compositores de música, faltou-nos um Mozart, mesmo das Caldas que fosse(!), porque, inspiração histórica, dramática e burlesca, é coisa que nunca nos faltou. Tentem imaginar, por exemplo, “Os Lusíadas” ou “Pedro e Inês” (para... não me alongar), orquestrados e cantados por bons tenores e barítonos!…
Mas por que carga de água estou agora a falar de ópera, logo eu que não sou nada erudito, a lembrar-me das “Bodas de Fígaro”, considerada na altura ópera subversiva, por satirizar a nobreza - quando o conde Almaviva reclama o direito de pernada (a primeira noite) com Susana que amava Fígaro, ambos seus serviçais -, se não está prevista nenhuma reposição em Portugal deste espetáculo!?…
Pois, é! A resposta é simples. Está no último recibo de ordenado, estará também, provavelmente, no teu. Assim, a jeito de balanço, fiz o exercício seguinte: -De um lado o ilíquido (bruto a receber); do outro o Passivo (o que não recebo, o que desconto); depois as obrigações do mês (água, renda, eletricidade etc.). E concluí: -Tenho a situação líquida uma merda, o Vitor anda a dar uma pernada na rapaziada...


Floribundus disse...

votaram no pinóquio agora apanharam uma pinocada bem dada.
enviem o cu-rrí-culo

'in oculum descansum est'

Manuel Silva disse...

Floribundus:
Está a falar de qual Pinóquio?
Já tivemos tantos.
O presente, o que disse que não ia cortar pensões nem aumentar impostos?
E que dizia que queria ir mais além do que a Troika e que agora vai pedir, pelo menos, mais um ano?
E outros dislates que o senhor disse.

Suzana Toscano disse...

Está o máximo!

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Criatividade não nos falta...