Número total de visualizações de página

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Há ocasiões em que apetece recordar Pessoa

É Inútil Tudo

Chega através do dia de névoa alguma coisa do esquecimento,
Vem brandamente com a tarde a oportunidade da perda.
Adormeço sem dormir, ao relento da vida.
É inútil dizer-me que as ações têm conseqüências.
É inútil eu saber que as ações usam conseqüências.
É inútil tudo, é inútil tudo, é inútil tudo.
Através do dia de névoa não chega coisa nenhuma.

Tinha agora vontade
De ir esperar ao comboio da Europa o viajante anunciado,
De ir ao cais ver entrar o navio e ter pena de tudo.

Não vem com a tarde oportunidade nenhuma.

Álvaro de Campos, "Poemas"

4 comentários:

Suzana Toscano disse...

Huum, é de evitar Fernando Pessoa, é contagiante!

JM Ferreira de Almeida disse...

Mas há momentos em que é incontornável evocá-lo...

Bartolomeu disse...

Caro Dr. José Mário;
Mesmo que consigamos afastar das situações, todo o sentimento de fatalismo, parece-me impossível que em todos os momentos, consigamos contornar Pessoa.
;)

JM Ferreira de Almeida disse...

Exato meu caro Bartolomeu.