Número total de visualizações de páginas

segunda-feira, 24 de julho de 2006

Histórias de Verão III- A crise das maminhas!...

Ou é da minha vista ou da falta dela, mas esta época rareiam as maminhas ao léu, ao sol da praia.
Ficaram aprisionadas dentro dos fatos de banho, por vezes espreitando cá para fora, com vontade de sair, quais reclusas atrás das grades.
A épocas de grandes liberdades sucedem-se, infelizmente, outras de grandes restrições.
Diz-se que é por causa dos ultra-violetas!...
Será!... Mas os homens continuam, impantes, a exibir despudoradamente os seus mamilos!...
Também aqui devia haver quotas. Por cada três pares de mamilos masculinos, um par de maminhas firmes ao sol e ao vento!...

26 comentários:

Massano Cardoso disse...

Caro Pinho Cardão

Não é que esteja em desacordo com a sua análise, como sempre muito perspicaz, mas, olhe que os nossos visitantes, ou melhor as nossas visitantes são capazes de questionarem se a rapaziada da 4R andou a apanhar sol a mais na moleirinha...

Tonibler disse...

...e é tão triste vê-las ali, aprisionadas, como que a gritarem por mim....

Ops, este sol na cabeça!...

JardimdasMargaridas disse...

Impõe-se um post feminino, não acham?

Caro Dr. Pinho Cardão,
Sabe, é que a crise também chegou às maminhas!
Além disso, pequenas, médias ou grandes, o que é bom não é para andar por aí à vista!
Viva a contenção!
Quanto aos homens é melhor terem cuidado...

Maria disse...

Porquê este post?
Estamos todos tontos?
Ou o snr. Cardão está a precisar de férias?

João Melo disse...

mas sabe que ainda este fim de semama fui á praia e pensei o mesmo?
foi o primeiro banho da época e pensei para mim mesmo "chiça ,foi para isto que cá vim??!!!"LOL!!
o dr pc e o seu ( bom ) humor impagável!saudações desportivas!! ( já que não podem ser !benfiquistas..)

Carlos Monteiro disse...

hehehehe! Ó Tóni, os camaradas do 4R estão a ficar radicais!

Yáh, cool!

;)

Tavares Moreira disse...

Caro Pinho Cardão,

Este post deve ser considerado de alto risco, como já se percebeu de alguns comentários.
Se a Rose Stefano tiver acesso a este blog, então é que teremos o "caldo entornado" pois aquela Senhora, na exuberância dos seus 86 anos, seria bem capaz de responder ao apelo do Pinho Cardão e de aparecer no Algarve para preencher a quota.
Aí veríamos o Pinho Cardão, num conhecido exercício de "pernas para que te quero", lamentando a hora em que lançou este post...

Marga disse...

O que falta em maminhas ao léu para os homens apreciarem, a nós mulheres sobra-nos as enormes barrigas masculinas ao léu que se exibem despodoradamente por cima de uns calções que quase chegam aos tornozelos.
Os homens na praia também perderam a sua graça, da cintura para baixo estão tão tapados que não se consegue vislumbrar qualquer coisinha. Ainda assim os homens levam a vantagem, nós temos que ter muita mais imaginação...
Será que existe alguma coisa ou não????
Terá esta moda sido importada de algum país fundamentalista?

Tonibler disse...

Cara Marga,

Parece-me que frequenta praias estranhas, porque homem que é homem tem a barriga encostada ao balcão do bar da praia para beber as cervejolas enquanto a criançada chapinha e as tangas desfilam. Isso que descreve é muito estranho, deve ter sido alguma parada gay....

Jorge Lucio disse...

Meus caros,
Lamento dar mais um exemplo de como "nuestros hermanos" estão à nossa frente, mas regressado na semana passada de Menorca, posso testemunhar que por ali a estatística deve ser próxima da inversa relatada pelo Pinho Cardão...

Massano Cardoso disse...

Acabo de telefonar ao Pinho Cardão e apanhei-o precisamente na praia. Claro que não resisti em perguntar-lhe como estava as "coisas". Contou-me, desolado, que hoje já deu várias voltas e nada... O melhor é dirigir-se para Menorca, de acordo com a opinião de Jorge Lucio. Mas quem anda a tramar as férias ao PC?

RuiVasco disse...

Caro Pinho Cardão:
Não se poderá contactar o BE solicitando que, nas suas medidas urgentes, sem populismos, e a fim de resolver este grave problema social, proceda à inclusão de mais uma? - a obrigatoriedade de quotas (e não cotas) nos meses de Junho a Setembro nas praias portuguesas( por causa do frio noutras épocas) no uso, sem abuso, das tais "ditas" ao léu? Resolvia-se o seu problema e frustração, e de muitos outros, estou certo! E um povo frustrado é um povo em crise!

nikonman disse...

Posso levar para a minha Praça, destacar com a devida vénia e créditos? Com ilustração adequada, pois claro.

João Melo disse...

querida marga, eu cá contribuo com a minha barriginha.neste momento , a pedido de um vasto auditório feminino e seguindo os conselhos do nosso professor massano cardoso , estou a reduzir o meu perimetro abdominal !mas ..ainda continuo a subscrever a opinião inicial do estimado dr pc, de quem eu quase sempre assina por baixo as suas opiniões!

augusta disse...

É mais interessante mostrá-las em privado...... é mais erótico, mais sensual.... Deixe-as aprisionadas, alguém mais de olhão, terá a subtileza de procurar as chaves, suar para as encontrar.. e então dará mais gozo, quando essa fechadura se abrir e elas saltarem livres e soltas, duras e hirtas...

Pinho Cardão disse...

Caro Professor e Caro Rui Vasco:
Quero-lhes dizer que nem estou a ficar nem tramado nem frustrado com o panorama desolador que encontrei. Fiquei sim condoído pelo aprisionamento das ditas, aperreadas em minúsculos compartimentos,espreitando por todos os interstícios, gritando pela liberdade, que os médicos como o Professor continuamente cerceiam, ameaçando os espíritos sensíveis das mulheres deste país com os os raios ultra-violetas, já que não lhes fica bem ameaçar com os raios do fogo do inferno para proibir tal "desatino"!...
Para mim, humanista, a coisa é tão só uma questão de direitos humanos!...

Cara Marga:
A Marga queixa-se que os homens usam na praia burka adaptada às circunstâncias e eu não vou longe disso. Mas descobrir uma burka deve ser algo bem excitante!...

Caro Nikonman:
Pois leve para a sua praça à vontade. E creio que irá ter uma enchente!...

Caro Menino Mau:

Parece que nós os dois é que continuamos a ver certo, não ?

nikonman disse...

Já está. Obrigado.

Massano Cardoso disse...

Pois, pois, Pinho Cardão! Agora passei para o sector dos responsáveis pela ausência da exposição mamária nas praias portuguesas. Só me faltava mais esta! Mas, já agora que fala das RUV, importa salientar que a exposição excessiva é, como todos devem saber, perigosa, não só pelos efeitos na pele, causa de muitos cancros cutâneos, mas também por um efeito relacionado com a diminuição das defesas imunológicas propiciadoras do aparecimento de várias formas de cancros não cutâneo. Deste modo, e atendendo à crescente intensidade das RUV, provocada pela redução do efeito protector da famosa camada de ozono, justifica-se, plenamente, uma redução da exposição da superfície cutânea ao sol. As senhoras ao não exporem as mamas ao sol até fazem bem, porque reduzem, e às vezes de uma forma muito significativa, como sabemos, a superfície de exposição. Claro que há os “inconvenientes” cardianos, mas isso é outra coisa. Afinal, para que serve a imaginação?
Boa protecção solar, muito descanso e muita imaginação, ajudam a preservar a saúde…

Tonibler disse...

Por acaso posso aproveitar para anunciar que vou lançar um serviço gratuito de espalhar creme nos peitos femininos para evitar os efeito malévolos dos raios UV. É que com a saúde não se brinca e um pouco de voluntariado fica bem...

Pinho Cardão disse...

Caros Professor e Tonibler:
Ora aí temos dois bons serviços, os sempre avisados e gratuitos conselhos do Professor e osamáveis, simpáticos e também gratuitos espalhanços do Tonibler.
Só por isso valeu a pena fazer o post!...

Pinho Cardão disse...

Caro Nikonman:
Mas já há praia em Beja?

nikonman disse...

@pinho cardão - se consultar o programa eleitoral da CDU Autárquicas 2005, vai ler como se projecta desviar o Guadiana até à cidade. Deve ter sido por isso que ganharam as eleições! :-)

Anthrax disse...

Olhem-me só para isto! Fala-se de maminhas, fica tudo histérico e o número de comentários aumenta exponencialmente.

Lindo!

nikonman disse...

@anthrax - não é pelas maminhas que os comentários aumentaram. A expressão "aprisionadas" é que chamou a atenção deste povo ávido de Liberdade. Não concorda?

Pinho Cardão disse...

Caro Anthrax:
Quando se fala de coisas muito sérias, é assim!...
Veja que o meu post a seguir a este fala de uma coisa sem qualquer importância, como os impostos, e o número de comentários é, naturalmente, a condizer.
Acho também que o Nikonman tem razão.
Somos um país de verdadeiros anti-fascistas. Quando se fala de prisão, os ânimos saltam cá para fora!...

Anthrax disse...

Caro nikonman,

Pois a parte do "aprisionadas" é um toque de mestre, sem dúvida. :))

Amigo PC,

«Somos um país de verdadeiros anti-fascistas. Quando se fala de prisão, os ânimos saltam cá para fora!...» - Temo de ler nas entrelinhas...

Até porque se os «ânimos», actualmente, não saltam cá para fora...

Bem... o Ministério das Finanças já começa a concentrar muito poder. Tudo começou assim, não foi?