Número total de visualizações de página

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Mensagem

Pode ser influência do tempo, mas apetece-me recordá-lo:

"Ninguém sabe que coisa quer.
Ninguém conhece que alma tem,
Nem o que é mal nem o que é bem.
(Que ânsia distante perto chora?)
Tudo é incerto e derradeiro.
Tudo é disperso, nada é inteiro.
Ó Portugal, hoje és nevoeiro..."


Pessoa, Mensagem

3 comentários:

Bartolomeu disse...

Talvez nem Pessoa tivesse a consciência precisa, de quão certo estava, ao profetizar as almas humanas e os míopes nevoeiros que as toldam...

Suzana Toscano disse...

Sim, recorrente.

Pinho Cardão disse...

...Mas o tempo é composto de mudança
Trazendo sempre novas qualidades!...