Número total de visualizações de página

domingo, 8 de dezembro de 2013

"Doentes oncológicos sem dinheiro para comer"

Li a notícia, arrepiei-me. A noite ficou mais negra.

É altura de repensar o sistema. Continuar assim é cuspir sobre as almas. Não pode ser permitido cair na ignomínia. O país precisa de vida e não de morte. É impossível sonhar nesta tristeza. A miséria contrasta com a aberração da arrogância. A miséria corrói o corpo e destrói a alma. Não há sorrisos, há afrontas, não há alegria, há lágrimas, não há vontade de viver, há vontade de desaparecer. Não há palavras de amor, há palavras de dor.
País moribundo, país sem rumo, país desgraçado, país sem futuro, país de pobre gente...

2 comentários:

Floribundus disse...

o 'estado a que isto chegou'
nas palavras de Salgueiro Maia

está assim hã quase 40 anos
mas vai ficar pior quando o tózero
declarar a 4ª bancarrota

queriam e querem ser todos ricos e viver do dinheiro dos credores

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Professor Massano Cardoso
O Estado Social não está a cumprir a suas responsabilidades, há prestações sociais que são pagas sem tratar de verificar se os seus beneficiários que delas necessitam. Assim não é possível praticar a justiça social, ajudar quem efectivamente precisa, para além da má utilização dos recursos públicos.