Número total de visualizações de página

sexta-feira, 22 de março de 2013

Arte de perder tempo

Vai começar o "debate” mensal, em que se bate, rebate, sobretudo combate, mas, contrariando o nome, nada se debate.
Os mesmos figurantes de sempre, os mesmos temas, a mesma argumentação, as mesmas perguntas, as mesmas respostas cem mil vezes dadas, as mesmas tiradas, as mesmas pateadas, os mesmos aplausos de hoje, traições de amanhã, os mesmos sorrisos escarninhos, as mesmas ofensas. A mesma imprensa que não escolhe o menos mau, mas divulga até à náusea o que de pior se passa.
No fim, fazem aquilo para que têm competência. Peter explicou bem por que não vão além disso. 
Neste ritual, uma máquina de repetição substituiria bem os nossos Deputados.
Com a enorme vantagem de Peter não se lhe aplicar.

7 comentários:

Tonibler disse...

Não se preocupe, caro Pinho Cardão. Depois da decisão do TC,vai ser o último.

Paulo Pereira disse...

Ainda bem, este governo já deu o que tinha a dar !

Agora o PM já diz que as metas do deficit eram irrealistas !

Não há paciência para tanta incompetência !

Floribundus disse...

infelizmente tenho de pagar a dívida que o ps fez.

já cá não estarei daqui a 100 anos quando se pagar a última prestação

os xuxas e comunas é que deviam pagar

Luis Moreira disse...

Dá impressão que ninguém é responsável por este lamaçal

Paulo Pereira disse...

Enquanto não verificarem que muitos paises tiveram a mesma crise que Portugal atravessa, nos anos 90, devido a uma moeda sobrevalorisada, vai ser impossivel resolver o problema económico portugues.

Crises anos 80-90 com desvalorizações de 20% ou mais :

Portugal - 1983
R.Unido - 1992
Suécia - 1992
México - 1994
Coreia do Sul - 1997
Japão- 1991
Itália - 1992

murphy V. disse...

Anda-se a falar do mesmo há 1 ano. Passos, Gaspar, a Troika, as manifs (abram 1 jornal de 2012 e não se percebe que tem 1 ano…) Discuta-se algo de INTERESSANTE: estamos a mudar o nosso modelo económico? O País só tem futuro se passarmos para "aquela cena" dos bens transaccionáveis. Dito de outra forma:
- Este governo está a trabalhar no sentido de forçar a malta a abandonar a capital, a largar as secretárias atafulhadas de papel nos ministérios, direcções gerais, secretarias de estado, observatórios e fundações, institutos e empresas públicas, etc., etc., EM RESUMO, a substituir o modelo dos “empregos sustentados pela BUROCRACIA” pela aposta em algo PRODUTIVO, nomeadamente, a agricultura e indústria?

http://jornalismoassim.blogspot.pt/2013/02/portugal-lisboa-e-o-resto-do-pais-1.html

Stoudemire disse...

1. Irlanda.
2. Grécia.
3. Portugal.
4. Espanha.
5. Itália.
6. Chipre.
7. Next?
8. A Inglaterra, parece que vai perder o triplo A.

É tudo culpa do Sócas.