Número total de visualizações de página

sábado, 30 de março de 2013

Sociologia da diabetes

Quem tiver algum interesse neste assunto, "Sociologia da diabetes" (as desigualdades sociais do risco de morte por diabetes), pode aceder ao texto da conferência no Quarto da República. Um quarto que estava às escuras há muitos meses. Hoje apeteceu-me arejá-lo. Deve ser a velha mania das limpezas da Páscoa...

Falar dos aspetos médicos sociais da diabetes é um desafio interessante porque obriga a analisar a vida, a sua evolução, a nossa adaptação, a criação da cultura, o despertar das civilizações, a organização social e económica e prever o que é que irá ocorrer no futuro.
Todos temos as nossas memórias e, por vezes, fazemos algum esforço para tentar saber qual ou quais as lembranças mais antigas. Não deixa de ser curioso que apesar de não serem as mais antigas, na parte que me toca, a grande maioria das minhas memórias estão aureoladas de dor, de sofrimento, de doença, coisas incompreensíveis para uma criança indefesa. 
Doenças? Sofrimento? Recordo que me metiam medo e estava sempre desejoso de as ver pelas costas.(...)

1 comentário:

Bartolomeu disse...

Já estive no Quarto e li o seu imenso texto, Professor Massano. E; 1º- observo duas coisas logo de início: o Senhor É, um Professor na verdadeira acepção da palavra. O Senhor É um verdadeiro Humanista.
Mesmo que haja quem discorde, mantenho estas afirmações!
2º - O "imenso" a que me refiro, não tem a ver com tamanho. Tem sim, a ver com serviço, com utilidade e com algo que raramente ocupa as atenções; o "Sensus communis".
É fundamental para que compreendamos e possamos prevenir; que compreendamos a origem, a génese dos problemas.