Número total de visualizações de página

quinta-feira, 21 de março de 2013

O saque de Sócrates

José Sócrates contratou o serviço público da RTP para a prossecução e desenvolvimento dos seus interesses privados, nomeadamente uma refundação da  imagem, que incorporará o toque mais avançado da esquerda intelectualizada da rive-gauche.
No âmbito do acordo, o seu tempo de antena não será emitido nos blocos publicitários, pelo que não terá que pagar o respectivo preço. As negociações previram que ele será pago pelos subscritores nas facturas da electricidade.
Com a contratação da RTP, José Sócrates pretendeu demonstrar, dando o seu próprio exemplo, que o serviço público de televisão é exclusivo feudo de meia dúzia de corporações e afins, que moldam o estilo da informação e enchem os telejornais.
O país deve reconhecer-lhe esse serviço que sacou da RTP. Serviço público de superior relevância.

10 comentários:

Bmonteiro disse...

Há outro problema, além do delinquente político em apreço.
A quebra de palavra de Mr Passos, ao não privatizar o feudo RTP.
Quanto ao contratado Sócrates pela RTP'R', está tudo bem: um contrato entre dois iguais: 'R'elvas & Sócrates SA.
A bem do Regime.

Tonibler disse...

Culpa do Cavaco e do Passos Coelho. O Cavaco por ter impedido que o Sócrates fosse julgado (as razões ele lá as saberá), o Passos por ter aceite que assim fosse. Espera-se agora o anúncio do Padre Frederico e do Bibi na SIC Kids....

Zuricher disse...

Será uma estratégia de polimento da imagem como rampa de lançamento para um regresso à política em Portugal?

Tonibler disse...

O Inimigo Público avança com a contratação de Vale e Azevedo para a Benfica TV como resposta :)

Pedro disse...

Realmente, é inacreditavel que a tutela da Televisão (julgo que do Dr.Relvas) assim o permita.

Logo o Socrates, que não contente com o estado em que deixou a Economia de Portugal...ainda terá sido responsavel pelas crise em:

- Espanha.
- Italia.
- Irlanda.
- Grecia.
- Chipre

Até a estagnação da França, e o parco crescimento da Alemanha (á beira da estagnação) se devem ao senhor.


E para resolver este embroglio, só mesmo o Dr.Relvas, ordenar que se substitua o comentador Sócras, por exemplo por:

- Victor Gaspar.


Este sim, alguem que promete e cumpre. Alguem que não "martela" orçamentos. Alguem que diz "nem mais tempo", e não aceita mais tempo. Alquem que diz "a retoma vai começar em"...e a retoma começa mesmo.

Isto sim, seria um comentador de credito. Alguem em quem podemos acreditar e confiar. Alguem muito diferente do Socras.

jotaC disse...

Desculpem a brejeirice: "não havia necessidade". Talvez sejam estratégias kafkianas, só iluminados entenderão, ou então é entretenimento puro enquanto tudo se vai desmoronando....

Portanto não soframos por antecipação as palavras que advinhamos virem aí, quiçá: eu bem dizia que a dívida é para gerir!, e coisas do género, e muitos milhares de portugueses a aplaudirem: ele tem razão, o que é que este governo tem feito até agora, além de nos sonegar o futuro, senão gerir a dívida, e mal?
Por isso, deixá-lo vir, quem não aguentar a argumentação que se organize, cante a grandola à porta dos estúdios sob a batuta do Ministro Relvas, a esta hora já sabe a letra, digo eu, pode ser que o homem emigre de novo!...

Carlos Sério disse...

Só nos faltava esta.

Manuel Silva disse...

De uma coisa estou certo: jamais verei/ouvirei o figurão (nem sequer para confirmar se aprendeu alguma coisa de Filosofia).
Tal como nunca o vi/ouvi quando contracenava com o outro «zombie» (o Santana Lopes) para se lançar à conquista do PS e do cargo de 1.º ministro, nos idos de 2004/05.
Quanto ao prémio do regresso à televisão pública, os favores da nacionalização do BPN safaram muita gente, não é?

Luis Moreira disse...

É tudo coincidência , na altura em que Jorge Coelho volta à SIC, Sócrates volta ao serviço público da RTP . E o PS avança com uma Moção de Censura :http://bandalargablogue.blogs.sapo.pt/258534.html

Paulo Pereira disse...

O Relvas é muito fixe !