Número total de visualizações de página

sexta-feira, 1 de março de 2013

Os leitores de telejornais

Ouvi agora a RTP anunciar que vai exibir uma reportagem do seu jornalismo dito de investigação sobre os gestores públicos que "ganham muito mais que o 1º Ministro". 
Julgo que o tema a investigar deveria ser sobre o 1º Ministro que ganha muito menos que alguns gestores públicos. Porque o que está mal é o que ganha o 1º Ministro. 
Bom, mas se é aquilo que incomoda os investigadores jornalistas da RTP, por que é que a investigaçãozinha não se estende ao pessoal da RTP que os principais telejornais, e que ganha muito mais que muitos gestores que ganham mais do que o 1º Ministro?  

10 comentários:

Bartolomeu disse...

Ora caro Dr. Pinho Cardão... que pergunta mais absurda deixa o meu amigo no final deste post.
Então não se está mesmo a ver?!
Quem realmente governa o país, não é o primeiro ministro, nem são os gestores que gerem, mas sim a contra-informação; logo, merecem ganhar o somatório dos dois vencimentos...

Pinho Cardão disse...

Então não é que o Bartolomeu deu a resposta certa? E nem têm problema de renovação de mandatos: se estão para ser substituídos, logo invocam censura e tudo pára!...

Tonibler disse...

Como o meu caro sabe, eu não acho que o PM tenha que ganhar mais, apesar de eu não o fazer por aquele dinheiro de certeza. Mas se há gente a fazê-lo que recebe a confiança do povo, então é porque o ordenado é ajustado.

Eu não concordo que gestores públicos ganhem mais que o primeiro ministro porque não vejo qualquer utilidade para um gestor público. Este seria necessário numa empresa pública e se é empresa, não há necessidade de ser pública.

Quanto à demais criadagem, pois os que sobram daquilo que disse, não devem ganhar mais que o PM. PR incluído, obviamente, porque não serve para nada.

Bartolomeu disse...

Nesse caso, como é que o caro Tonibler resolve o problema daqueles que andam a reboque dos partidos, contribuem para os resultados das eleições, mas não cabem nos números das listas dos que são convidados a formar gabinete?
E como é que resolve o problema dos que têm de abandonar os cargos, mas não podem "ficar pendurados" sob risco de desatarem a "meter a boca no trombone" e a puxar a fralda da camisa dos que se querem manter no poleiro?
Isto é um granda país, caro Tonibler, um granda país, digo-lhe eu!

Tonibler disse...

Fecha-se. Não acreditam em mim...

Bartolomeu disse...

Vendo bem, dentro de pouco tempo, pouco irá restar, para poder ser "fechado".
O Alentejo está práticamente vendido, o Alqueva está a ser comprado pelos Sarracenos, o Allgarve também já não é nosso, o Douro, depois da promoção feita pelo Dr José Mário, também vai ter rápidamente ofertas de compra... isto mais dia menos dia, só ficamos com a cova da moura, o bairro do mocho, e mais uma ou duas quintarolas temáticas e só porque é importante garantir o abastecimento de estupefacientes.

JM Ferreira de Almeida disse...

O Douro é e sempre será nosso, meu caro Bartolomeu. Para cá do Marão mandam os que cá estão.

Bartolomeu disse...

Não es~tou tão seguro dessa certeza, quanto o caro DR. José Mário.
Para mais, ainda ha menos de um século, o Douro era mais dos ingleses, que dos de para lá do Marão.
Mas pronto, como diz o pobõe: o que é preciso é não deixar morrer a esperança.
;))

Tonibler disse...

É mentira. Fui lá ver o hotel que me recomendou e tinha escrito "Esgotado!". Portanto, já foi vendido...

Bartolomeu disse...

Insista, vale a pena.