Número total de visualizações de página

quarta-feira, 25 de julho de 2007

Nova polémica

Ao que parece Sócrates quer o tratado reformador seja conhecido como Tratado de Lisboa. Durão Barroso discorda. Entende que baptizada a estratégia gizada na última presidência lusa da União como Estratégia de Lisboa, é Lisboa a mais. Vai daí, relata a imprensa, pretende que o tratado reformador venha a ser conhecido por Tratado de Sintra.
Sugiro que, sendo bem sucedido o esforço da presidência portuguesa na condução das negociações finais, se aposte num compromisso e o acordo venha a ser conhecido por Tratado do Casal do Cotão, por ter sido aí assinado, nesse lugar da freguesia de S. Marcos, exactamente a meio caminho entre Sintra e Lisboa.
Alemães, franceses e ingleses, checos, espanhóis ou suecos, habituados à fonética do ditongo pela habituação ao apelido do José Manuel, adorarão esta solução que, além do mais, põe termo a esta nova polémica que ameaça por em causa o cumprimento do famoso mandato...

4 comentários:

Pinho Cardão disse...

Ora aí está uma questão verdadeiramente essencial para o nosso futuro colectivo!...
Sem discordar, dava duas outras sugestões. Se o tratado se revestir da nobreza própria das grandes obras, seria de dar-lhe o nome de Tratado de Colares.
Se representar a pequenez de muitos dos seus fautores, poderia chamar-se Tratado da Porcalhota...

Raimundo_LULIO disse...

Oeiras, Tratado de Oeiras. Afinal, basta apenas fazer um pequeno desviozinho e, além disso, temos uma bela marina.

Great Houdini disse...

Não têm nada mais interessante que discutir, tipo futuro da ãção e da União???? Valha-nos!!!

Já a questão é tão importante, que se lixe dou também a minha sugestão, esta é uma oportunidade para mostrar criatividade e dinamizar o Interior profundo Tratado Covilhã, ou para partir a loiça toda Tratado lavacolhos!

Anthrax disse...

Realmente... o nome do Tratado Constitucional da União Europeia é a coisa mais importante de todo o documento.

Para alimentar a Comunicação social é bom. É preferível tê-los (e consequentemente ter a opinião pública) a discutir o nome do tratado do que a discutir os artigos do tratado. Artigos era capaz de ser chato.

Pessoalmente, também não concordo com o nome do Tratado. Tratado de Sintra já temos um, é do século XVI, tudo bem mas, não me parece que precisemos de outro. Tratado de Lisboa, também já temos e parece-me demasiado presunçoso.

Tratado de Colares, é bonito. Gosto e não temos nenhum. Tratado da Covilhã, também gosto e não temos nenhum, além disso eu alinho sempre em tudo o que seja dinamizar o interior. Tratado de Oeiras, também não temos nenhum e os estrangeiros gostam - à brava - da zona.

É... o nome do tratado é importante.