Número total de visualizações de página

quinta-feira, 19 de julho de 2007

Uma Choldra: resposta de Rui Tavares

No meu post de ontem Uma Choldra, critiquei um artigo de Rui Tavares, no Público, sobre Carmona Rodrigues, depois de citar um excerto do mesmo.
Rui Tavares respondeu em comentário sereno e educado, que o honra e honra o 4R. Como citei expressamente o nome do articulista, e muitos visitantes poderão não ter lido a sua “defesa”, ela aqui vai, porque respeitamos as opiniões alheias, com um brevíssimo “recomentário” meu.
muito boa noite a todos. vamos esmiuçar frase a frase.
Carmona..."...envergonhou Lisboa e a sua Câmara Municipal"
é a minha opinião. senti vergonha ao ver Lisboa ser sujeita a estas diabruras. outras pessoas, incluindo o autor do post, não terão sentido. creio que, visto do exterior, Lisboa e a CML saíram envergonhadas.
"...mergulhou-a em suspeições"
uma constatação, aliás incontestável.
"...favoritismos"
o que foi o episódio que deu origem à saida de Maria José Nogueira Pinto, por causa de um mero administrador?"
...e velhacarias"
idem. e as insinuações entre vereadores? e a falta de autoridade sobre a sua equipa? e a guerrilha interna? e a maneira como tramou marques mendes?
"...destruiu o PSD na capital"
palavras para quê?"
...está ainda amarrado a processos judiciais…"
e não está? será isso um pormenor, agora que a câmara começa uma fase nova? ou queremos passar outra vez pelo mesmo?
"Ninguém duvida de que Carmona e os seus vereadores colocariam ao serviço do PS os mesmos talentos que usaram com o PSD"
aqui confesso o meu erro; pelos vistos ainda há quem duvide!
"...envenenando a próxima vereação com a sua incompetência, os seus processos pendentes…"
quanto à incompetência é uma conclusão minha, que eu assumo: penso que está abundantemente provada pelos factos. quanto aos processos pendentes: serão eles uma mais valia? imagine que carmona (e gabriela) ganham pelouros importantes na próxima câmara. não seria essa vereação contaminada pelos processos?
não confundo arguido e condenado; sempre disse que Carmona (para mim) era como se fosse inocente. sempre escrevi (enquanto ele foi presidente) que ele era um péssimo presidente. desde que a sua equipa se desfez que eu defendo que ele teria de se demitir. são avaliações políticas, (e não jurídicas, que essas não me cabem).
para avaliações políticas a primeira condição é: cair na real. ainda me espanta que alguém tenha ilusões sobre carmona e não queira tirar as lições disto tudo.
Um abraço e obrigado pela atenção.

Caro Rui Tavares:
Não pus em causa qualquer avaliação pessoal ou política, de competência ou incompetência ou de falhas de carácter que tenha feito sobre Carmona. É a sua avaliação e não tenho nada com isso. O público do Público a apreciará ou não. Mas critiquei o facto de aludir, no meio de todos esses e outros aspectos negativos, a processos judiciais pendentes, que podem envolver a prática de crime, mas que ainda nem foram validados para serem presentes a juízo. Diz o Dr. Rui Tavares que eles existem. Não se nega a evidência. Mas as frases não se entendem apenas pelo seu valor facial, mas pelo contexto. E, no contexto, são mais uma acha para a fogueira de um julgamento popular, à margem de qualquer decisão dos Tribunais. Os líderes de opinião têm especiais responsabilidades em não atear labaredas que podem queimar, mesmo que acusadas e arguídas, pessoas inocentes, que o são até serem declaradas culpadas pelos Tribunais da República.
Obrigado pela sua visita. Esperamos que venha mais vezes!...

2 comentários:

Anthrax disse...

Eu, ando aqui há 2 dias a segurar a minha língua. 2 dias!

Não há direito.

Agora digo, já chega! Mas anda tudo tolinho, ou quê?

Opiniões, serão sempre opiniões, cada um tem a sua mas, como parece que ficou tudo meio avariado, agora vou dar a minha.

1- De uma forma geral, não concordo com a opinião do Rui Tavares. Respeito-a e pontualmente dou-lhe razão num aspecto ou noutro mas, no geral, não.

2- Não foi Carmona, exclusivamente, que envergonhou Lisboa, nem a CML. O senhor não acordou um dia e disse para com os seus botões: "Mmmmm, hoje vou envergonhar esta gente toda. Está-me mesmo a apetecer." Lisboa, e os seus habitantes, têm vindo a ser envergonhados pelos sucessivos executivos Municipais. A responsabilidade é de todos, não é só do A, ou do B. Atribuir a responsabilidade a uma única pessoa é estar a sacudir, mais uma vez, a água do capote. Ou se sabe trabalhar em conjunto, ou não se sabe trabalhar em conjunto e ali, não houve uma única alminha com o dom da razoabilidade. Cada um tinha os seus achaques de Prima Donna. Aquilo, parecia uma autêntica competição de Divas e a malta, aqui, a pagar. Um, cada vez que lhe subia um calorzinho, pimbas! Providência cautelar, e nós a pagar. A outra, meia volta fazia uma birra, pimbas! Nós a pagar. Ou seja, as "florzinhas" não se entendiam e passavam o dia a embirrar umas com as outras, mas nós estávamos sempre a pagar. Por isso, se o A, o B ou o C foram constituidos arguidos por terem sido apanhados a fazer chichi atrás de uma árvore, eu estou-me nas tintas. O que eu quero é que eles arranjem a porcaria das estradas, porque se não o fizerem além de lhes estar a pagar a eles, ainda tenho de pagar os arranjos do meu carro!

3- Favoritismos, há sempre. Sei-o porque o senti na pele mais do que uma vez mas, recuso-me a deixar de ser o que sou por causa disso. Refilo como os diabos, mas não sou ressabiado, nem faço birras. Qualquer um que acredita no seu trabalho, não baixa a cabeça, nem mostra a bandeira branca por causa de um administrador. Isso nunca se faz mesmo! Nem que para tal seja preciso empurrar o "administrador" pelas escadas abaixo.

4- O PSD não precisa de ajuda para se destruir. É perfeitamente competente para o fazer sozinho sem necessitar de ajuda de terceiros. Logo, grande poder teria de ter Carmona - Um Independente - para destruir o PSD na capital. Não meu caro, não foi ele. O próprio partido encarrega-se disso enquanto mantiver os Mendes, as Cruzes e as demais aves do Paraíso, que por ali andam e são todas muito coloridas, na direcção.

5- Será que vai envenenar a próxima vereação? É bastante provável mas, o PSD que aguente com as consequências dos seus actos. Quem dorme com cães, acorda com pulgas e quem contrata "independentes", sujeita-se às leis da oferta e da procura. Azar.

5- Se o Carmona é competente ou incompetente, não sei. Nunca trabalhei com ele mas, já ouvi uns zunzuns que apontam na mesma direcção da opinião do Rui Tavares, assim sobre isso não me pronuncio.

Finalmente, foi exactamente por isto que não votei.

Pinho Cardão disse...

Ora aí está!...