Número total de visualizações de página

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

A importância do grau

A revelação da existência de um elevado número de “irmãos” no Parlamento e, sobretudo, de que os líderes parlamentares dos três maiores partidos são “irmãos” põe-nos uma nova dificuldade para entender e devidamente enquadrar o discurso parlamentar. É que os "irmãos" não são todos iguais, têm "obediências" próprias e hierarquias bem definidas. De modo que, antes de qualquer discurso na Assembleia, cada Deputado deveria logo declarar a sua obediência maçónica, se à Maçonaria Antiga Tradicional e Legítima, se ao Rito Escocês Antigo e Aceito ou qualquer outro e, acima de tudo, o seu grau hierárquico. É que ouvir um general não é ouvir um capitão: a palavra final é sempre a do general.
Ouvir um mero “aprendiz” é diferente de ouvir um “companheiro” e, sobretudo, ouvir um “mestre” é diferente de ouvir qualquer dos dois primeiros. O conhecimento, a autoridade, a sabedoria são muito diferentes. Como não sabemos quem é “mestre” ou “aprendiz”, vemo-nos agora completamente incapazes de enquadrar o verdadeiro significado das palavras proferidas. Mas a dificuldade vai mais além. É que, havendo na hierarquia 30 categorias de mestres, certamente que um Secretário Íntimo tem uma autoridade e um saber diferente de um mero Mestre e um Cavaleiro do Sol tem certamente um discurso mais sólido do que um Cavaleiro da Serpente de Bronze.
A questão revela ainda maior acuidade quanto aos três líderes parlamentares. Pois se um tiver o grau máximo 33 de Soberano Grande Inspector-Geral, outro o grau 31 de Inspector Inquisidor Comendador e o terceiro apenas o grau 26 de Escocês Trinitário, certamente que palavra mais sábia e autorizada é a do líder com grau 33.
De modo que o melhor é deixarmo-nos de partidos. As votações no Parlamento deverão seguir a dos “irmãos” com grau mais elevado. Cumprindo a “obediência”, seremos todos irmãos. E assim aperfeiçoados, haverá finalmente harmonia entre os homens. Basta seguir o grau!

7 comentários:

Tonibler disse...

Com toda essa descrição da hierarquia do avental há uma coisa que me salta ao pensamento: muito tabefe dos colegas de escola deviam levar esses sujeitos....

jotaC disse...

Bom ano, caro Drº Pinho Cardão!

Não entendo muito bem a existência de organizações ditas secretas em regimes democráticos, pois, se há liberdade, porque carga de água haverá necessidade de alguém se esconder para práticas consentâneos com os valores da vida e da humanidade (!?).
Mas supondo que tudo isto sirva para esconder associações com interesses menos claros, não vejo motivo para tanta preocupação, a não ser que se acredite que a justiça nestes casos seja também e mais uma vez inconclusiva, e assim sendo pouco nos resta, salve-se quem puder!...

jotaC disse...

Caro Tonibler,
Bom ano!

AF disse...

Eheheh isso parecem descrições de personagens de um qualquer sistema de jogo RPG ... tipo o World of Warcraft ... faz cá falta a Anthrax pra nos ajudar a desmistificar estas coisas :D
Na volta, isso bem esmiuçado, ainda descobrimos que uns são da Aliança dos Undead, outros são Orcs, outros ainda Elfos (Negros ou Witch ou High)...

Jorge Lucio disse...

Caro Dr. Pinho Cardão,

Eu não deixo de achar piada ao tom jocoso dos seus posts recentes, quando discute a "sociologia do avental" ou a "hierarquia do pedreiro".

Mas mesmo não aderindo ao tom histérico dos que agora exigem que os maçons "saiam do armário", não deixo de sentir alguma incomodidade com a mais que aparente apropriação de poder por um grupo (mais um...) do qual pouco mais se sabe que gosta de ser secreto.

E, infelizmente, isto é apenas mais um sintoma de fraqueza do regime que não tem graça nenhuma.

Tonibler disse...

Bom ano, caro JC!!

José Gonçalves Cravinho disse...

A propósito de «irmãos» eu,um simples operário emigrante na Holanda desde 1964 e já velhote
(87anos),digo que o PS e o PSD são como dois irmãos gémeos que se guerreiam na disputa da herança da Quinta-Portugal.Ambos quando estão no Governo praticam a Política liberal DITADA por Bruxelas embora o PS use o rótulo de socialista e o PSD use o rótulo de social democrata.Mas o PSD leva vantagem sôbre o PS,porque tem a acolitá-lo o CDS/PP que tem muita gente da
«democracia»cristã,saudosa da DITADURA clerical-fascista do Estado Novo.Êstes três Partidos, formam a DIREITA que afinal tem a maioria em S.Bento.À Esquerda que infelizmente está desunida,só lhe resta continuar elucidando o Povo
para que veja quem é que lhe atira as pedradas e que em vez de morder a pedra,deve morder que a atira.
E pelo que tenho lido aqui sôbre a Maçonaria,pois pelos vistos é uma Seita da DIREITA Burguesa embora use o lema rèpublicano LIBERDADE,FRATERNIDADE IGUALDADE.