Número total de visualizações de página

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Dragão desaustinado!... II


No binómio qualidade/preço, o Paulo Assunção era mesmo o melhor dos jogadores do Dragão.
Segundo é dito, renovaria o contrato por mais 600.000 euros anuais. Como a SAD achou caro, o jogador rescindiu o contrato pelo valor dos ordenados de um ano, e o clube ficou a ver navios!...
Para o substituir, os Dirigentes preferiram “investir” 6,2 milhões de euros em mais dois novos atletas, e fizeram regressar um outro, que estava emprestado. Para além do “investimento”, que se traduz em custos anuais de “amortizações” de cerca de 1,5 milhões de euros por ano, ainda há que lhes pagar os ordenados, que não virão inferiores aos do Paulo Assunção. Pior que tudo, não podem jogar os três para substituir apenas um!...
Jogando com capitais próprios, até se poderá admitir a troca de valores firmes por títulos voláteis. O pior que pode acontecer é perdê-los, os títulos e o capital.
Mas tendo já “perdido” parte dos capitais próprios em extravagâncias do mesmo jaez, prosseguir no jogo de continuar a pagar mais por menos parece forte e grave desatino.
O Dragão parece mesmo desaustinado!...
Palavra de dragão!...

Sem comentários: