Número total de visualizações de página

quarta-feira, 16 de julho de 2008

O pudim instantâneo

Recebi um e-mail.
Dizia o seguinte:
"PSD a perder terreno. Se as eleições legislativas fossem hoje, o PS venceria com maioria relativa. A sondagem realizada pela Universidade Católica para o JN, a RTP e a Antena 1 revela que o PSD de Manuela Ferreira Leite vale tanto como o de Menezes."
E termina indicando-me um link para um artigo do Jornal de Notícias que comprova a afirmação.
A dedução é simples.
Se tens um pedaço de açucar e o atiras à água, o resultado é imediato. Este dissolve-se.
E basta adaptar este fenómeno à nossa vida política.
Se Manuela Ferreira Leite é eleita líder do PSD, tem que ganhar na sondagem seguinte.
Aliás, fico intrigado como é que semelhante sondagem demorou tanto tempo a ser publicada.
Tal como a receita do pudim instantâneo, devia ter saído na véspera do Congresso do PSD.

4 comentários:

Suzana Toscano disse...

Ó Vitor, mas tu ainda lês sondagens e comentários sobre sondagens? Gabo-te a paciência, assim eles não vão desistir de publicar uma todos os dias!

Arnaldo Madureira disse...

a eleição de manuela ferreira leite não resolveu todos os problemas do psd. já melhorou muito, mas a ver vamos, dia a dia, como isto vai evoluir. não vai ser fácil, nem para uma dama de espadas!

joao disse...

Vítor Reis

Desde há mais ou menos vinte anos que os tempos políticos são favoráveis aos pudins instantâneos (boa definição) : repetir o que dizem os outros, mudando a ordem dos argumentos, servia.
O bom desta crise é que os "pudins instantâneos" servem apenas de eco e nada mais. Acho que uma parte destes vão desaparecer, porque os tempos são de propostas e de conteúdos e não de formas e "sound bites"
Cumprimentos
João

JM Ferreira de Almeida disse...

Estou com a Suzana. Gabo-te mesmo a paciência, Vitor.
Vamos assistir a isto 18 meses a fio.
Reconheço, porém, um mérito às sondagens: são fonte de emprego para umas largas centenas. Por isso, na actual conjuntura, é cristão considerá-las uma existência economicamente util.