Número total de visualizações de página

sábado, 5 de julho de 2008

Uma exposição para ver...

Gostei! Deixo aqui um pequeno apontamento - outra pretensão não teria face à excelência da exposição - sobre o Museu do Oriente, recentemente inaugurado.
O Museu do Oriente, pertencente à Fundação do Oriente, é um espaço a visitar, que proporciona ao visitante uma bela e grande viagem pelo vasto património cultural português espalhado pelo mundo asiático. A exposição do Museu do Oriente apresenta várias colecções, das quais destacaria a colecção alusiva à Presença portuguesa na Ásia constituída por mais de um milhar de objectos artísticos e documentais, que integra peças deslumbrantes, de rara beleza e creio que de excepcional valor.
Gostei da arquitectura interior e da concepção museográfica, desenvolvida em grandes cubos de vidro em torno de amplos espaços de circulação, em que o visitante tem a sensação de estar à descoberta de um "tesouro", deixando lá fora o século XXI.
Achei as legendas relativas aos objectos expostos demasiado "económicas" e a sua leitura difícil. São, porventura, aspectos que merecem ser melhorados.
O Museu do Oriente está situado em Lisboa junto à Doca de Alcântara, num edifício antigo objecto de recuperação e transformação.
Para além do valor indiscutível das colecções que o Museu do Oriente alberga, esta iniciativa vem contribuir também para a valorização da função cultural, social e económica de Lisboa e para a revitalização da zona ribeirinha e dinamização da fruição de espaços públicos, justamente numa zona da cidade em que se discute um futuro ainda incerto, envolto em polémicas "políticas" e "negociatas urbanísticas" que mais uma vez podem minar a qualidade da recuperação da zona oriental da cidade que espera ansiosa por melhores dias...
O Museu do Oriente é, pois, uma boa notícia!

Sem comentários: