Número total de visualizações de página

segunda-feira, 7 de março de 2011

A cobra morreu!




Incrível! A cobra mordeu a senhora e acabou por morrer envenenada...por causa do silicone!

9 comentários:

Anónimo disse...

Autópsia revela que o bicho era alérgico ao silicone.

Margarida Corrêa de Aguiar disse...

Com cobras não se brinca!

Tonibler disse...

O sujeito parece aborrecido por a cobra ter chegado primeiro...

jotaC disse...

Estou com a Dra. Margarida, mas a pequena estava a jeito!!!
;)

Suzana Toscano disse...

Não vi a bolinha do lado direito, a avisar os mais sensíveis, isto da morte de uma cobra em directo é chocante...e envenenada!

Paulo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bartolomeu disse...

A ASAE devia investigar a clínica que efectuou o implante do silicone e multa-los por não usarem "material" biológico.
Tadinha da cobra...
A título de curiosidade, lembro-me de uma frase popular que diz "tem um mamar doce, como o da cobra" e pretende caracterizar aquelas pessoas, que de mansinho, com conversinhas moles, vão conseguindo ludibriar as outras.
Mas esta frase tem origem numa situação que sucedia antigamente com alguma frequência na província, relacionada sobretudo com mulheres que amamentavam. Sucedia que na hora de mais calor, era habitual as pessoas que trabalhavam a terra, após merendar, deitarem-se a descançar à sombra de uma árvore. As cobras, que vulgarmente se encontram por essas paragens, farejavam a mulher que aleitava e muito suavemente, aproveitando a sonolência, sugávam-lhes o leite do peito, sem que eleas dessem por isso.
Sucedia ainda, aos homens que dormiam de boca aberta, a cobra tentar entrar-lhes pela boca, com o intuíto de chegar à comida que tinham no estômago.
Espero ter provocado alguns arrepios, a quem leu este comentário.
;)

Suzana Toscano disse...

Uf, causou mesmo!:)

Bartolomeu disse...

Não era o objectivo do comentário, no entanto seria o óbvio, Drª. Suzana. E porquê?
Porque o nosso inconsciente, regra geral, exorcisa tudo o que seja réptil.
Ha ainda uma outra curiosidade; os dois répteis mais comuns, a cobra e o lagarto associam-se, a primeira à mulher e o segundo ao homem. Certas lendas, tais como a da Penha de França que passo a contar, associam a cobra ao mal e o lagarto ao bem, no entanto, a cobra é associada também à inteligência, à argúcia. No caduceu, símbolo da medicina, encontramos duas serpentes enroscadas a um bastão alado, as cuais simbolizam sabedoria, o masculino e o femenino e... a renovação, devido à capacidade da cobra, em mudar de pele.
;)
Mas, voltando à lenda da Senhora da Penha de França (ali prás bandas da Morais Soares, se não estou errado); conta-se que um devoto de Nossa Senhora da Penha de França, adormeceu junto à igreja e que se aproximou dele uma cobra que o iria atacar. Surgiu então um lagarto enorme que, lutando com a cobra salvou o romeiro.
Na sala de ex-votos daquela igreja, encontram-se as figuras de um lagarto e de uma cobra que simbolizam a luta entre o bem e o mal, com a vitória do bem.
Mas, sabemos muito bem que na igreja cristã medieval, a mulher era tida como a origem de todo o mal... acho que a ideia vinha do início dos tempos, quando Eva deua a maçã a Adão...
;)))