Número total de visualizações de página

domingo, 31 de maio de 2009

Eleições europeias: o habitual prognóstico do 4R/tm

1. A uma semana das eleições europeias, vai tardando o habitual palpite do 4R™ como tem sido hábito sempre que se verificam disputas gerais de votos…e não nos temos saído mal, cumpre recordar…
2. Propomo-nos assim cumprir a tradição e avançar nosso prognóstico para o próximo Domingo.
3 Arriscando nosso vaticínio, não seguimos pois a famosa máxima “prognósticos só no fim”, de João Pinto (FCP) que o Governo resolveu adoptar este ano para o saldo Orçamental, uma vez que tudo indica só teremos orçamento rectificativo no final do ano…quando já nada haverá a rectificar, quando já tudo estará rectificado!
4. Vamos então ao prognóstico, que compreende a abstenção e as votações nas 5 principais forças políticas concorrentes:

- Abstenção: 55 a 60%
- PS : 34 a 36%
- PSD : 33 a 35%
- Bloco : 8 a 10%
- CDS-PP : 8 a 10%
- CDU-PCP: 8 a 10%

5. Este prognóstico é bastante dificultado pela enorme incerteza que temos de confessar em relação à abstenção…admito que a previsão seja optimista para o "incumbente" caso a abstenção se venha a mostrar mais elevada do que a aqui admitida…
6. No próximo Domingo à noite veremos se os justos pergaminhos do 4R em matéria de previsão eleitoral se mantêm…ou se ficam esfrangalhados!

6 comentários:

Zé Muacho disse...

Está a esquecer-se de dois números que, no contexto actual, podem ser significaticos:
Votos brancos e votos nulos.

Zé Muacho

Tavares Moreira disse...

Não me esqueci dos brancos e nulos, caro Ze Muacho, apenas considero que não terão assim tão grande significado...a abstenção (associada da meteorologia) é que pode vir a ter uma influência mais importante, na minha análise..e aí, segundo penso, os "incumbentes" poderão ser mais penalizados...

Tonibler disse...

Esse desprezo pela massiva votação esperada pelo POUS, e pela sua dirigente Carmelinda Pereira, não fica muito bem e terá consequências no rigor dessa previsão.

A previsão para a qual existirá uma certeza absoluta é que a abstenção terá valores muito inferiores àqueles que o evento merece.

Tavares Moreira disse...

O segundo parágrafo de seu comentário é de antologia Tonibler...e o primeiro não fica a dever-lhe muito!
Sendo assim, receio bem que esta previsão do 4R, apesar de elaborada em plena boa fé, esteja à partida inquinada!

André disse...

Lamento discordar de tonibler. Julgo, na minha modesta opinião, que o PE tem um importante papel no rumo da política europeia. É uma instituição democrática, credível e que representa a totalidade dos EM, duma forma relativamente equitativa. Que me diga que a nossa AR merece niveis de abstenção, concordo. O PE, não!

Quanto às previsões acho que Vital ganhou terreno com esta política insultuosa que o caracteriza. O sangue vermelho que lhe corre nas veias, perdura desde a adolescência comunista. Mal vai o PS quando precisa de ter Vital para as Europeias. E pior vai o país que o elege.

DA minha parte, deixo o apoio a Nuno Melo que é o candidato que merece a vitória pelas excelentes funções que tem desempenhado nesta legislatura, em especial no caso BPN.

Tavares Moreira disse...

Muito bem, caro André, aqui fica mais um testemunho desassombrado e típico de um Homem da Invicta!
Quanto ao apoio a Nuno Melo, meu caro está no seu pleníssimo direito: a frontalidade é sem dúvida um grande argumento nesta disputa.