Número total de visualizações de página

domingo, 23 de setembro de 2012

Entre dois jornais de referência, no qual acreditar?

Soares abandonou a reunião do Conselho de Estado mais cedo, porque tinha um jantar, noticia o Diário de Notícias de hoje (página 4, não sendo possível o link).
Outro jornal de referência, A Bola (página 44), é bastante mais prolixo, e dá outra outra versão do abandono.
Diz A Bola: “o único a sair mais cedo…foi Mário Soares que... não se terá sentido confortável por Vítor Gaspar, na sua explicação inicial sobre a necessidade de medidas de austeridade, ter alegadamente utilizado o mesmo argumentário e motivos de desequilíbrio económico que o antigo Primeiro-Ministro utilizou, em 1983, então no governo do Bloco Central, para justificar, ao tempo, a intervenção do FMI em Portugal”.
Por mim, e entre as duas versões, vou mais pela do DN. É que também li que Cavaco nada mais tinha preparado para o jantar dos Conselheiros do que umas sandes de queijo em pão de forma, sumo de laranja e café.
Acredito que perante este cenário de austeridade a roçar o terror terror, a desculpa de ter que ir jantar fora foi sincera: uma mesa com tais “gourmandises” não é coisa que possa motivar um bom gastrónomo e muito menos uma pessoa de gosto e bon vivant, como Soares.
Desta vez, e entre dois jornais de grande referência, acredito mais no DN: Soares saíu mais cedo, porque tinha um jantar. Soares sempre soube gerir bem as suas prioridades.
 

10 comentários:

luiz carvalho disse...

gostei... especialmente de... 1883...?

então o homem é o 'matusalém'...!

Pinho Cardão disse...

??????????
Por essa altura, pelas bandas do Chiado, havia uns jantares e conferências dos Vencidos da Vida.
Mas a coisa agora passou-se em Belém....Nem MS é um "vencido da vida"; pelo contrário...chegou a Presidente!...

JM Ferreira de Almeida disse...

Apoio uma 3ª via: Mário Soares foi-se mais cedo quando percebeu que...não tinha jantar.

Pinho Cardão disse...

Caro Luíz Carvalho:
Percebi agora e corrigi: 1983 e não 1883!...

Caro Ferreira de Almeida:
Sempre arguto, o meu amigo!

Tonibler disse...

Ou então quando percebeu que o cerne da questão era mesmo a CGD e o seu poço sem fundo de cargos para a corte.

Suzana Toscano disse...

E eu que não sabia que A Bola também se interessa pela política!

Pinho Cardão disse...

Pois é, cara Suzana!
Como o clube da 2ª Circular de que é porta-voz anda algo periclitante (a águia por vezes até voa para fora do estádio...), deu em incluir duas páginas diárias de noticiário geral, em que a política tem lugar de relevo. E os seus principais jornalistas já fazem editoriais sobre política e economia. Claro que malhando no governo. O que não admira que o jornal todo ele é mesmo vermelho!
E esta, hem?

Tonibler disse...

Encarnado, caro Pinho Cardão, encarnado. E se a cor fosse relevante no malhar do governo, ficava por explicar aquela coisa de Belém com uma bandeira verde.

MM disse...

A última frase do post é terrível, Sr Dr Pinho Cardão...

Pinho Cardão disse...

Caro Tonibler:
Encarnado=vermelho=encarnado
E até há os Diabos Vermelhos!...
Contra factos...

Caro MM:
Terrível? Acho que não. Não aterroriza ninguém!