Número total de visualizações de página

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Espístola de António José

Li a missiva remetida pelo Dr. António José Seguro ao Primeiro Ministro, respondendo ao convite deste para discutir a redução de despesa pública, para futuro e com caráter permanente, em 3500 milhões mais 500 milhões de euros.
Ao Dr. Passos Coelho deve interessar somente a parte em que o SG do PS se disponibiliza ao diálogo. O resto, escrito em tom proclamatório, é para português ver, tal como são para português ouvir as declarações do Dr. Seguro à saída do encontro com o PM.
Aplaudo e sublinho essa predisposição para a discussão de um objetivo que um partido que quer governar tem necessariamente de partilhar. Aproveite-se essa oportunidade para lançar as bases de um responsável pacto de regime sobre meia dúzia de reformas que PSD e PS bem sabem ser indispensáveis.

4 comentários:

Bartolomeu disse...

Estou convencido que o Dr. José Seguro, não terá compreendido o sentido do honroso convite que o Sr. PM lhe endereçou. às tantas, caro Dr. José Mário, o Dr. Seguro pensou que o governo tinha outro BPN para resgatar...

Jorge Lucio disse...

Caro Ferreira de Almeida,
Pelas declarações do AntónioJS à saída da reunião, parece-me que à falta de senso do Governo em ter alienado algum consenso social que havia pelo menos com o PS e UGT, o PS responde com falta de sentido de Estado.
Assim não vamos lá.

JM Ferreira de Almeida disse...

Tenho esperança que o ambiente de insanidade sofra uma pausa, meu caro Jorge Lucio.

Suzana Toscano disse...

Concordo, caro Ferreira de Almeida, pode ser que nas entrelinhas haja qualquer coisa que se decifre fora dos holofotes.