Número total de visualizações de página

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Parlamento zangado

Notícias do Parlamento a qualquer hora e logo aparece um deputado aos berros, zangado com os infiéis que não comungam da sua suprema verdade.
Casa de democracia, um Parlamento onde já se trataram por ladrões e gatunos? Mas sem ousar chamar a polícia para os prender?

6 comentários:

Bartolomeu disse...

Sempre defendi, que por princípio, qualquer sujeito que pretendesse ocupar um lugar no parlamento ou no jornalismo, deveria antecipadamente passar pela "prova do orgasmo com ejaculação".
Esta prova, serviria para aferir se o candidato sente maior prazer quando atinge o orgasmo através de uma relação sexual, ou, após uma acesa discussão com um rival de outra bancada.
Por mim, nem me importava que os dispensássem do plenário e lhes oferecessem uma acompanhante VIP. Estou convencido que a nação ficaria a ganhar.

Pinho Cardão disse...

Olha que bela proposta, caro Bartolomeu!
Mas suspeito que corria o risco de ficar muitas vezs deserta...e a acompanhante a chuchar no dedo. Porque, para muitos, utilizar o método da ofensa primária e brutal para desfazer o rival é o objectivo de vida e o orgasmo supremo.

Tonibler disse...

Ná, a democracia portuguesa ainda está muito soft... Ainda se andassem ao tabefe ainda podíamos condenar quando fechassem a mão...

Bartolomeu disse...

Ora, aí está, caro Dr. Pinho Cardão!
No entanto, orgasmos sêcos, ou para dentro, conforme se preferir...

Impaciente disse...

Os meninos portem-se bem que este blog também é de Senhoras!

Bartolomeu disse...

Também há senhoras deputadas na AR, caro(a) impaciente. As quais, talvez para firmar melhor a lei da paridade, fazem bastante uso da prática em apreço. Ana Drago do Bloco, será eventualmente o melhor exemplo para ilustrar esta alocução.
;))
A mim, constrange imenso, que algumas pessoas reduzam os seus prazeres ao débito de "tiradas" ou "peixeiradas" lançadas de uma bancada, onde se sentam com o propósito de contribuir para resolução dos problemas do país.
Seríam imensamente mais inteligentes e coerentes, se após as sessões dos plenários, fossem direitinhos(as) ao encontro de quem lhes aplacasse os desejos da carne e lhes extinguisse os fogos do espírito.
E no Elefante Branco (passo a publicidade) pontuam verdadeiras Técnicas Superioras Especialistas, nessa matéria.